Acabei a RadioTerapia

Terminei as sessões de radio terapia já há mais de um mês mas só agora atualizo o blog. Acabaram por ser 4 sessões (SBRT), em vez de 5, com uma duração de 15 a 20 minutos cada sessão.

O procedimento foi indolor, e não tive grandes efeitos secundários do tratamento, talvez um pouco de cansaço. Houve uma tosse chata que eu tinha de vez em quando que desapareceu após a radioterapia, mas não tenho a certeza se a tosse estava sequer relacionada com a doença 🙂.

Outra curva que me apareceu… Então, fiz uma PET de planeamento de radioterapia, onde é feito um “mapa” dos sítios que vão ser irradiados, fazem-nos 4 micro-tatuagens (uns pontinhos que ficam a parecer um sinal), para no dia dos tratamentos alinharem estes pontos com uma mira laser e terem a certeza entre as sessões de que estão a queimar o local pretendido sem grande margem de erro.

E foi neste planeamento que foi detetada uma nova metástase no meu diafragma, e quando uns dias mais tarde fiz uma Ressonância Magnética para ter mais detalhes sobre esta nova metástase, esta tinha praticamente desaparecido.😎(yeyyyy!! mas bolas.. raios partam o cancro!)

Agora depois da Radioterapia terminada só me resta aguardar, continuo apenas a fazer a medicação habitual, o Tagrisso. É cedo para saber que efeitos teve a radioterapia, os médicos dizem que só passado alguns meses é que é possível tirar conclusões, até lá o meu pulmão estará num processo inflamatório e cicatrização na zona onde foi queimado. O importante é que me sinto bem fisicamente.

A expectativa é de que eu fique com uma cicatriz no pulmão e que de uma forma geral, o cancro fique estagnado, mais que não seja durante algum tempo, tempo esse que nunca saberemos quanto será… Vamos pensar agora nos casos de sucesso que duram anos 😉.

Carpe diem… Um dia de cada vez.

Clique aqui para ver ou deixar um comentário sobre esta entrada no blog.

Uma curva no caminho

Olá!

Fiz novos exames de rotina para avaliar o estado do pulmão e o tórax e infelizmente o tumor primário no meu pulmão aumentou significativamente passou de 24x20mm para 35x27mm 😔.

O rim também foi avaliado após 4 semanas da crioablação! Ainda está lá qualquer coisa mas também é cedo para me preocupar já, as células cancerígenas podem demorar mais tempo a desaparecer, é uma situação que se tem de ir avaliando.

Podiam ser noticias melhores…😐 Mas a parte positiva é que apesar do aumento do pulmão ainda se pode considerar “doença estável”, uma vez que de acordo com os exames que realizei não há novas metástases, e o volume do crescimento é inferior a 30%. Que significa que o Tagrisso (osimertinib) está de alguma forma (nem que seja parcialmente) a funcionar e a continua a evitar a propagação descontrolada da doença. Ou seja, vou continuar a fazer esta terapia alvo, o tagrisso.

O pior cenário seria a doença ter-se disseminado, significaria que o tagrisso tinha deixado de ser eficaz e nesse caso teria de mudar para quimioterapia que é um tratamento, como se sabe, pode provocar efeitos secundários indesejados, uma vez que ataca as células cancerígenas e saudáveis. Felizmente ainda não é o caso.😉

Agora que já vimos que o tagrisso não está a ter a eficácia desejada, o ataque ao cancro vai ser complementado com Radioterapia. Assim as células cancerígenas que estão a conseguir escapar ao tagrisso, crescendo e multiplicando-se, vão ser queimadas! 🔥

Atacar o bicho! Morre fdp, morre!!🔥🔥

Neste momento, enquanto aguardo os resultados mais exames, uma ressonância cerebral e uma PET que fiz para avaliar a doença na totalidade, os médicos estão a fazer um plano de rádio terapia! A expectativa é que a combinação dos 2 tratamentos (radio/tagrisso) resulte em parar ou abrandar a doença no pulmão.

Devo iniciar 5 sessões de rádio terapia SBRT brevemente, que é um tipo de radioterapia muito potente e precisa.

PS: O médico que me está a acompanhar da radioterapia alertou-me que depois do tratamento, durante 2 anos não posso apanhar nenhum escaldão! Para mim são ótimas noticias… pensei logo assim: “fantástico, este médico já me deu mais 2 anos!”. Disse-lhe “Não se preocupe doutor, eu não apanho sol!”😁

Clique aqui para ver ou deixar um comentário sobre esta entrada no blog.